quinta-feira, 22 de Maio de 2008

O Raiozinho de Sol



O Raiozinho de Sol é um pequenino texto de Isa Azevedo, retirado da obra Pequenos Contos para Gente Pequena.

Um raiozinho fugiu e ficou escondido. Ele queria ver o que acontecia na floresta, quando acabava o dia.
Dentro da noite, o raiozinho parecia um sol. Por isso os passarinhos não foram para os ninhos, as abelhas zumbiam sobre as flores e as formigas carregavam alimentos. Eles diziam cansados:
- Que dia comprido! Não tem fim!
Quando amanheceu de verdade, as aves dormiam fora dos ninhos, as abelhas fora da colmeia e as formigas no caminho do formigueiro.
O raiozinho viu que a sua curiosidade havia atrapalhado a vida da floresta, não deixando os bichinhos descansar.
Arrependido, voltou para o seu raio de sol.

O convite à imaginação é uma prática frequente em todas as aulas de Língua Portuguesa. Partindo deste texto, os alunos foram convidados pela professora a imaginar o que o Raiozinho teria contado ao pai Sol. Os alunos aceitaram o desafio e produziram vários textos, ilustrando-os.O texto que se segue é lindo e foi escrito pela Andreia, bem como a sua ilustração.

"O Raiozinho, ao chegar ao pé do pai, pediu-lhe desculpa por ter ficado na floresta, Ele escondeu-se na floresta para ver o que acontecia durante a noite.
Como o Raiozinho ficou na floresta não anoiteceu e os animais continuaram a trabalhar. Ele arrependeu-se por ter baralhado e complicado a vida dos animais.
O Raiozinho prometeu nunca mais se deixar levar pela sua curiosidade."

Andreia Filipa Marinho, 2º ano, Escola da Igreja

Sem comentários: